Central de Atendimento
Tel.: (44) 3226-3456
Como fugir de golpes ao consultar seu FGTS inativo

A divulgação do calendário oficial de saques do FGTS de contas inativas na terça-feira (14) deu a largada a uma corrida dos cotistas por informações sobre saldo disponível e como receber o dinheiro, mas é preciso ficar atento para não cair em golpes. Com tantos trabalhadores ávidos por informações, não é difícil para os criminosos emplacarem golpes em massa.


Temas de grande interesse do público, como o dinheiro inativo do FGTS, são um prato cheio para os criminosos de plantão. A orientação do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) aos cotistas é para que tomem cuidado com os golpes que já estão sendo aplicados para obter acesso aos dados dos trabalhadores.


“É importante ficar atento a mensagens e endereços eletrônicos indicados para cadastro e consultas. As informações oficiais devem ser obtidas diretamente junto à Caixa Econômica Federal”, alerta a economista do Idec Ione Amorim. “Desconsidere mensagens de SMS, e-mails e ligações telefônicas em nome do banco”, recomenda ela.


Desde o anúncio da liberação do dinheiro do FGTS de contas inativas, no final do ano passado, circulam e-mails, aplicativos e mensagens falsas via WhatsApp s com supostos cronogramas de saque que tentam roubar dados bancários dos cotistas. Com tantos trabalhadores ávidos por informações, não é difícil para os criminosos atingirem tal objetivo.


Sites e e-mail falsos são as formas mais comuns de aplicar golpes. No começo deste mês, a empresa fabricante de antivírus ESET alertou a existência de um e-mail falso que promete apresentar o cronograma para os saques das contas inativas. O e-mail contém um anexo chamado “CronogramaFGTS” que, ao ser aberto, inicia vários downloads e instala um vírus na máquina do usuário. Sempre que ele abre sua conta bancária pelo computador, o vírus captura suas senhas e chaves de segurança e envia para os cibercriminosos.


Outro risco é baixar aplicativos não oficiais que podem conter vírus. Na Play Store, do Google, para usuários de smartphones com sistema operacional Android, existem inúmeros aplicativos que oferecem a consulta ao calendário de saque e ao saldo do FGTS de contas inativas me diante o fornecimento de dados como o PIS/Pasep e senha de acesso.


Desconfie sempre de mensagens enviadas em nome do banco. É importante ressaltar que a Caixa Econômica Federal (CEF) não está enviando e-mails ou mensagens de WhatsApp para os cotistas do FGTS com informações sobre os saques das contas inativas.


O banco centralizou todas as informações sobre o FGTS de contas inativas em um site a partir do qual é possível consultar quem tem dinheiro para receber, o valor disponível e as formas de recebimento desse dinheiro. Esse site também traz informações sobre o aplicativo oficial do FGTS. Além dos canais online, também é possível recorrer às agências físicas da caixa.


Atenção também ao mundo físico


Além do mundo virtual, também é preciso ficar atento aos crimes típicos do mundo físico, como as tradicionais saidinhas de banco. Ao todo, mais de 10 milhões de trabalhadores poderão sacar o dinheiro inativo do FGTS. Uma boa parte desses cotistas deve retirar o dinheiro em espécie diretamente nas agências, caixas eletrônicos ou lotéricas e correspondentes do serviço Caixa Aqui.


Neste caso, a orientação é atenção redobrada dentro e fora do banco. O trabalhador deve evitar manipular o dinheiro em público e, sempre que precisar de ajuda, deve recorrer aos funcionários do banco devidamente identificados. Se o trabalhador for correntista da Caixa, a possibilidade de transferência do dinheiro diretamente para a conta pode ser uma boa opção.


Donos de contas inativas com até R$ 1,5 mil, por exemplo, podem fazer o saque diretamente no autoatendimento do banco apenas com a senha do Cartão Cidadão. Nos Correspondentes Caixa Aqui e Lotéricas é permitido o saque de até R$ 3 mil mediante apresentação do documento de identificação do trabalhador, Cartão Cidadão e senha.


Fonte: Gazeta do Povo