Central de Atendimento
Tel.: (44) 3226-3456
Grupos se mobilizam contra a reforma da Previdência em Maringá

Um protesto contra a reforma da Previdência mobilizou diferentes segmentos na sexta-feira (8), no centro de Maringá. A concentração começou em frente à sede do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), na Avenida XV de Novembro, e os manifestantes seguiram com um caminhão de som por várias avenidas até a praça Raposo Tavares. "Esse é como um esquenta para a mobilização nacional que acontecerá no dia 22 de março", anuncia a coordenadora Vera Lúcia Pedroso Nogueira, integrante da Frente Brasil Popular

 

O foco do protesto era contra a reforma da Previdência, mas também aconteceram outras manifestações: contra a violência à mulher, críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro, entre outras. "Essa reforma atinge mais as mulheres", alerta a professora e coordenadora da ONG Maria do Ingá, Tânia Tait. Havia outros grupos organizados como o Fórum Maringaense da Mulher, para lembrar o Dia Internacional da Mulher celebrado hoje.

 

Entre os pontos criticados na reforma da Previdência estão a mudança na idade mínima para aposentadoria, percentual de contribuição no INSS, alterações em benefícios, entre outras situações que os manifestantes caracterizam como perdas de conquistas históricas aos trabalhadores.

 

Participaram do protesto em Maringá sindicatos, políticos, entidades de apoio às mulheres, associações, movimentos sociais, advogados, professores, entre outros.

 

Fonte: O Diário