Central de Atendimento
Tel.: (44) 3226-3456
Privatização do lixo é tema de encontro da Coordenação Sindical

Sob a direção do presidente Jorge Moraes, lideranças da Coordenação Sindical Trabalhista de Maringá estiveram reunidas nesta terça-feira, dia 2, para mais uma reunião ordinária. O evento aconteceu na sede da entidade.

 

Na pauta, os dirigentes receberam o secretário interino de Serviços Públicos, Dorvalino Lopes de Macedo; o coordenador do projeto de Parceria Público Privada (PPP), da Prefeitura, Leopoldo Fiewski; o professor, doutor em Meio Ambiente, Jorge Vila Lobos; e o vereador Humberto Henrique. O objetivo foi levantar informações e tirar dúvidas sobre a implementação do projeto de PPP que prevê a prestação de serviços de coleta, por trinta anos, mediante concessão de serviços públicos de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos urbanos em Maringá.

 

O assunto, polêmico, é debate em várias esferas da sociedade. O processo já está em andamento pela prefeitura, mas há um movimento contra a realização do projeto. Segundo Fiewski, estudos e avaliações técnicas e econômicas contratadas pela Prefeitura apontaram a melhor tecnologia para atender o município. “Optamos pela PPP pela capacidade de financiamento que o setor privado tem”, explica.

 

Contrário a esta posição, Humberto Henrique diz que a prefeitura não disponibilizou os estudos técnicos realizados com recurso público para avaliação dos vereadores. “Como podemos votar em um projeto que não conhecemos. Quanto vamos pagar, qual a real necessidade do município, entre outros fatores devem ser analisados”, argumentou.

 

Para o presidente Jorge Moraes, ainda é cedo para tomar uma posição. “A Coordenação ouviu os dois lados da história. Vamos analisar as informações para contribuirmos com o tema”, adiantou.

 

Feriado

 

A Coordenação Sindical também deve nos próximos dias publicar edital com o posicionamento sobre o feriado do dia 19 de dezembro na qual comemora-se a Emancipação do Paraná. As lideranças analisaram os pareceres e decidiram pela defesa do feriado.