Central de Atendimento
Tel.: (44) 3226-3456
Por dia, 1.383 trabalhadores entram com pedido do seguro-desemprego no Paraná

Os trabalhadores paranaenses vivem dias difíceis. Com a crise econômica no país, o desemprego entrou em alta e o Estado perdeu, em um ano, 106.596 vagas de trabalho formais. Com isso, a massa de trabalhadores sem emprego chegou a 478 mil no 1º trimestre em todo o Estado. E um dos reflexos do cenário nada animador está nas estatísticas do seguro-desemprego, com média de 1.383 paranaenses requerendo o benefício por dia no Paraná.


De acordo com dados da Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos — desde meados do mês passado as atividades relativas às políticas públicas de trabalho, emprego e renda passaram a integrar a estrutura organizacional da Seju —, entre janeiro e abril deste ano um total de 165.982 trabalhadores requereram o seguro-desemprego nas Agências do Trabalhador de todo o Estado.


Para fazer requerimento do seguro-desemprego nas Agências do Trabalhador da Rede Estadual, o interessado deve fazer um agendamento prévio pela internet, que acontece todas as quintas-feiras, a partir das 8 horas, e vai até a agenda lotar, ou então fazer o agendamento de forma presencial em qualquer uma das 212 Agências do Trabalhador espalhadas pelo estado que oferecem o serviço.


No estado, há ainda agências localizadas em Londrina, Maringá e Ponta Grossa e nas Ruas da Cidadania de Curitiba que possuem convênios municipais e não integram a rede estadual. Além disso, existem 13 postos de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego.


Trabalho


Quem procura as unidades da Agência do Trabalhador para solicitar o seguro-desemprego também tem a ajuda das equipes na busca por recolocação no mercado de trabalho. Do total de contratados por meio das agências em 2015, 16% conseguiram um novo emprego enquanto recebiam o benefício. Esse resultado ultrapassou a média nacional, que foi de 14%.


Fonte: Bem Paraná