Central de Atendimento
Tel.: (44) 3226-3456
Banco de horas é aprovado por trabalhadores da Marmoraria Brasil

Depois dos grupos Century Estofados e TN Móveis, foi a vez da empresa Marmoraria Brasil aderir à utilização do banco de horas. A assembleia com os trabalhadores para aprovação do sistema aconteceu nesta segunda-feira, dia 01, e contou com a presença do secretário geral do SINTRACOM Maringá, Mauro Cardoso.

 

Segundo Mauro várias empresas têm procurado o Sindicato para firmar acordos semelhantes. Ele reforça, no entanto, que o sistema não deve ser permanente. “O banco de horas é uma solução temporária para evitar as demissões”. Mauro lembra ainda, que existe um prazo de 120 dias para o “zeramento” do banco de horas.

 

Banco de horas

 

O banco de horas é uma forma de compensar as horas trabalhadas a mais, no qual o empregado, em vez de receber pelas horas extras realizadas, terá direito a folgar.

 

O prazo máximo é de um ano e a aprovação do sindicato é obrigatória para que o acordo seja firmado. Se, esgotado o prazo, o empregado tiver crédito de horas trabalhadas, as mesmas deverão ser pagas como horas extras.

 

Se, por outro lado, o empregado tiver débito, isto é, deveria ter trabalhado mais horas para compensar os descansos, a empresa deverá simplesmente zerar o banco, não podendo descontar qualquer valor da remuneração.